Entrevistas - Lourdes

Print

 

Nome: Lourdes Diniz
Profissão: Culinarista
Área de culinária: Confeitaria, chocolate, artesanato, doces e salgados.
Região: São Paulo/SP, Interior, e outras localidades
Contato: 11-8181-7473 ou 11-8369-2151
Site: www.lourdesdiniz.com.br
E-mail: This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it


 


 

1 – Desde quando você utiliza as Formas Suíça?
Desde o lançamento das formas Suiça.

2 – Quais as vantagens em utilizar Formas Suíça em relação à Forma Comum?
A praticidade faz com que agilize na produção e na perfeição dos ovos e bombons, acho muito pratica a forma de aproveitamento do espaço na geladeira colocando uma forma sobre a outra. Acho perfeito.

3 – O que você achou dos lançamentos?
Estou sempre de olho nos lançamentos. E já tenho todas as formas para fazer um lindo mostruário.

4 – De uma dica ( Receita ) de sabor de truffa ou Pão de mel para os clientes Forma Suiça.

Trufa de cereja
Ingredientes:

* 500g de chocolate Vitoblende
* 1 colher (café) de essência de cereja
* 300ml de creme de leite sem soro
* 100g. de cerejas picada
* 3 colheres (sopa) de vodka
* 1 colher (sopa) mel



 

Modo de preparo:
Derreta o chocolate em banho-maria com o fogo desligado ou em micro ondas potência média. Mexa o chocolate para que seu derretimento seja por igual. Acrescente o creme de leite e o mel ao chocolate derretido, aos poucos, mexendo continuamente até que a massa fique homogênea e brilhante e se desejar que a massa fique mais fofa, bata na batedeira aproximadamente 3 minutos. Adicione o aroma e a vodka na massa fria na proporção indicada a cada receita e mexa bem. Em seguida leve a geladeira até que fique espessa e firme o bastante para ser modelada. Faça as trufas e banhe na cobertura fracionada Norcau meio amarga.
Validade 10 dias em lugar arejado. Preço para venda R$ 2,00 pesando 40g,

5 – Nos deixe uma mensagem.
"A vida é o dever, que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira...
Quando se vê, já é Natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida...
Quando se vê, passaram-se 50 anos!
Agora, é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio..
Seguiria sempre em frente e iria jogando, pelo caminho, a casca dourada e inútil das horas...
Seguraria o amor, que está muito à minha frente, e diria que eu amo...
Dessa forma, eu digo: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo
Não deixe te ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá, será a desse tempo que infelizmente...
Nunca mais voltará."

Mário Quintana

 
C7A - Soluções em Tecnologia